11 de ago de 2009

TEU CORPO ( By Ava )


Teu corpo...

Minha rendição

e perdição...

Um caminho desconhecido

que quero mapear e desvendar, como se

estivesse tatuado em braille

Percorrer com as pontas dos dedos

cada pedacinho de você

Passeando por tua pele

Deslizando por caminhos desconhecidos

Sentindo seu corpo trêmulo de prazer

Decifrando

Desvendando

Explorando

Perceber apenas com meu tato

Teus arrepios

Teus suspiros

Teus segredos

Teus desejos

Desvendar teus mistérios

Tuas vontades escondidas

Teu corpo...

Sonho e sedução

Vontade de me perder

Sem achar o caminho de volta

Viver a ilusão de te ter

na mais louca emoção

Teu corpo...

Mar de desejos

Onde quero saciar a minha sede

Matar a minha fome

Satisfazer minhas vontades

E finalmente, satisfeita

Recostar minha cabeça em seu peito

E ter a certeza que não foi um sonho...



O tato acontece quando a pele e, portanto, o meu corpo, é tocado por algo de fora (ou por ele mesmo...). Nisso está a sua delícia! Nisso está o seu perigo!

Rubem Alves - O Tato



25 comentários:

Udi disse...

Ava!
"Amor é sede depois de se ter bem bebido"
Aí está o perigo! ...delícia de perigo!


Querida: sugiro que você abra uma nova postagem e copie tudo desta para a nova e então ela aparecerá - com data de hoje - acima da "velha" de ontem.

beeeijos e obrigada pela canção maravilhosa.

Udi disse...

ops! ... eu indo com a farinha e você até já comeu o pão!
;)

rm disse...

Bem, como costumo dizer, entendo nada de homem. Eu heim? rss

Mas o post tá sensacional...

Blue disse...

Tatos e com tatos.
Pode ser também contatos imediatos!
E poe a música do Arnaldo Antunes e deixa os dedos tatearem...

Beijos

Udi disse...

Érre... precisava entender só um cadim de nada!
...daí não confundia Krystal com Cristal (sorry! mas essa bola quicando na área...)

Ava disse...

rm, obrigada!

Precisa entender não... eu entedndo...rsrs


Quando for a sua vez, aceito as beldades..rsrs


Se quiser mudar a música, aceito sujestões...rs, já que vc é o expert ne área musical...


Udi, apanho e volto e apanho de novo...rs

Mas deu certo...r

Obrigada!

rm disse...

Pô, parceirinha,
já pedi desculpas pro cara... quaquaqua

KrystalDiVerso disse...

O Corpo!... Percorrer sua superfície pode não levar ao ouro; talvez com um pouco mais de trabalho, aprofundando outras técnicas de observação... Este admirável exemplar, por exemplo, revela uma textura bastante lisa e, visto assim, de costinhas, não pode negar-se a pose despreocupada que começa na aparente procura de qualquer coisa que devia estar no lugar, mas que parece não estar, e o outro lado dessa "qualquer-coisa" que se prestou ao nosso olhar; bundas assim não têm salvação!... E lá se quebra o admirável encanto!...
Toda a Mulher, tal como o Homem, é Admirável em sua beleza, na beleza de seu corpo; pele fina, de seda, canela, cetim, veludo, curvas perfeitas, em fragãncias que multiplicam seu poder de sedução!... No entanto, a beleza acaba no momento em que se abrem as pernas para revelar... o "pega monstros", o chiclete de pindurelho, os éSSes e mai éSSes e o "bicharoco" que se baba!... Na nossa admirável classe masculina, também não temos lá muitas razões para nos vangloriar da beleza da "coisa" tortinhas para um lado, tortinhas para o outro, enrugadas quando dormem (a maior parte do tempo) sem força para segurar a última pinga!... E mesmo assim são ímans de cargas diferentes com um poder de atração entre si ADMIRÁVEL!... E tudo começa pelo corpo!... Assim como muitas decepções pouco admiráveis!
De olhos bem abertos, de sentidos bem apurados, preparados/as para as sensações!...


Escolha entre... beijos e abraços

rm disse...

Ô Kristal (espero que tenha aceitado minhas desculpas),
acho que entendi o cerne do seu comentário: consta que esses caras muito musculosos costumam ter o bilau pequeno... rss

Ava disse...

Blue, tatear... um VERBO delicioso de se conjugar...rs



Krystal, mágico Krystal...rs

A gravura é só uma ilustração de um corpo..., que representa o objeto maior de nossos primitivos instintos... E onde podemos esperimentar todas as sensações do Tato..rs

O sentir independe da forma e da beleza física...

O tato , o sentir, o arrepiar de pele não olha cara nem físico de atleta...rs

Quando , desejamos...sentimos, queremos... pode ser até aquela coisa tortinha, meio de lado...
Não importa se não aguenta a última pinga, que dirá tequila!!!

Importa é o peito arfante...o frio na espinha... a pele arrepiada...o desejo selvagem...

Nada mais tem significado diante disso...rsrs

Bem, me pegaste inspirada rs... Uma resposta quase do tamando de seu comentário, que daria um belo post!!! rs

Obrigada pelo seu carinho...

Beijos...


rm, voce é o censor...rsrs

Desculpa se ousei no comts...

Luna Sanchez disse...

Ava,

Tem coisa melhor do que aquela vontade (e quase certeza) de estar "misturado" ao outro, em um momento de total sintonia e intimidade?

Tem não, mulher...tem não.

É por essas e outras que adoro me apaixonar! \o/

Dois beijos, e para o RM também.

ℓυηα

DiVerso disse...

Algo me terá escapado?!!... Dsclpa porquê?!!!!...
RM, se, por alguma razão tiver que pedir desculpas, peça em primeiro lugar a si mesmo e, no caso de culpa, perdoe-se apenas quando o ofendido lhe perdoar!... Ora, aqui nenhuma das situações se verifica, pelo menos que eu me tivesse apercebido; quanto aos "bastidores", o que o olhos não vêm o coração não sente!...
Pela minha parte, não tenho que o desculpar nem deixar de o desculpar, já que não vislumbrei qualquer ofensa!!!!!!!...
De qualquer maneira... ajoelhe-se em penitência... sinta minhas mãos sobre sua "mioleirinha" e... redima-se de todos os seus pecados!... Não se esqueça de rezar meia meia dúzia de Avé-Marias e, quanto a sexo... Jejum enquanto dorme!...

Esteja à vontade

ainda assim...Escolha entre... beijos e abraços

Bia Maia disse...

Lindo demais...
Delicioso!
Gostei de começar minha quarta-feira assim...presenteada com tão boa leitura!

Passo a lhe seguir daqui para frente!

beijos com amor!

Bia

Everson Russo disse...

Belissimo poema, o corpo da pessoa amada é uma geografia que a gente quer decorar cada centimetro...quer conhecer cada planicie...beijos carinhosos e um dia muito lindo pra ti...

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Nossa!
Que lindo!
Essa coisa de pele e tato aguça mesmo os nossos sentidos...
Só em ler, deu até um arrepio na pele...

Bjs!

=)

rm disse...

Prezado "KristalDiverso",
cometi um engano, justificado pela leitura apressada de seus (muito bons) comentários e nickname escolhido.

Como as meninas me chamaram a atenção resolvi me desculpar. Prezo saber que não o ofendi.

Tenho que escolher mesmo? Pode passar, não? rss

TetÊ disse...

Ava,

meu número de calçado varia entre 36 e 37.

Uma vez alguém pra me mostrar um caminho,
me presenteou com uma sandália de número bem menor, 34.
E sem a troca ser permitida,
me perguntou se eu recusaria
ou se cortaria os dedos dos pés
para aceitá-la.

Bem,
era uma linda sandália,
uma etiqueta de luxo, um presente
irrecusável, e o amigo,
era mesmo um amigo
e por mais amigo que ele fosse,
a resposta não valeria a pena,
mas recusar a oferta,
sim.


O prazer no corpo do outro, pelo
corpo do outro,
no cheiro do outro...
Pelo toque,
tão real...
e que vc tão bem nos mostrou.


Belo poema.

Beijo.

Cantodomeucordel disse...

Um lindo e inteligente blog, lugar para o deleite e o encanto.

Poético abraço de Gilbamar.

mini disse...

ola gostei do post mas gostei mais da foto.

dificil contrar o sitio de comentarios andei as aranhas.

bjs

Nilson Barcelli disse...

Sensualíssimas palavras querida amiga.
Gostei imenso do poema.
Beijo.

Bala Salgada disse...

Isso é conhecer alguém de verdade!

Obrigada linda!

Ava disse...

Meu abraço especial a cada um de voces que passaram por aqui...


Por contigências da vida cotidianda, em falta com todos...

Obrigada!


Beijos e meu carinho avassalador!

Luciana P disse...

Menina, adorei os versos. São perfeitos pra quem quer se deliciar com sensualidade. Matar a fome? De desejos secretos, ah, essa fome eu queria matar, rs.

Beijos!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, Ava, querida:
Vim conhecer o seu espaço coletivo e gostei muito.
Gostei muito do seu poema, em que vc se mostra sem pejo, diz tudo o que quer, deseja.
Engraçado, ontem fiz um post em que pus um vídeo do "Ne me quitte pas", vertido para o inglês e cantado pela francesa Patricia Kaas. Muito lindo também.
Também gostei de vir aqui e ver o seu rosto e não uma avalanche de águas conturbadas.
Resolvi expor o meu também, está no meu perfil. O Sr. do Vale fez uma intervenção artística numa foto atual minha e o resultado ficou legal. O fundo estava muito grande e eu quase não aparecia, então, pedi ao nosso amigo fotógrafo que a cortasse e gostei do resultado.
Às vezes é bom mostrar-se, mas não é tão bom assim expor-se demais. O que vc não faz, pois o que expressa aqui é humano, demasiado humano.
Beijos, e o meu carinho,
Renata

BAR DO BARDO disse...

ai...