9 de jun de 2010

OS SEUS (BY RM)

 .
Sei os seus
Sei-os generosos
Macios
Sei-os cheirosos
Intuméscios

Sei-os sumos
Lácteos

Sei-os fartos
Não-falsos.
.

37 comentários:

Mr. Almost disse...

É isso aí, caboclo! Estás a ficar mamífero de novo! Boa!

Tens futuro. Um dia, ainda vais ser mamívoro!

("Quaquaqua")

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um belo e sensual jogo de palavras. Parabéns.

rm disse...

Por que Portuga,
você não é chegado, não? rss

Carlos,
agradeço o simpárico comentário.

Helô Müller disse...

Os meus?? rs

Linda e tocante inspiração...
E se são naturais, mais lindos ainda!... ( assim penso eu! )
Adorei o criativo jogo de palavras! Coisa de gênio, viu seu moço? rs
Bj
Helô

P.s. desculpe o sumiço, mas ainda submersa em problems... o que se há de fazer se não encará-los?!

rm disse...

Ei Helô,
se alguém duvidar basta conferir seu avatar... rss

Muito obrigado, querida. E sorte aí!

Cora disse...

♪♫ Êê
Dona de divinas tetas ♪♫

Ah, esses meninos e seus anSEIOS de bicho esfomeado...

rm disse...

Também gosto muito dessa musiquinha, Corinha...

E claro que devem ser anseioS. Fosse só anSEIO desequilibrava... rss

Mr. Almost disse...

Caboclo,

Nem ia responder porque você não tem nada a ver com isso.

Mas já que você quer saber, sou bem chegado nos primeiros quinze, vinte minutos; depois passo mais abaixo, um palmo a sul do umbigo.

Claro, isso não tira que mais adiante volte às auréolas de origem.

E, guri, agora é a tua vez de responder. Que cheiro a "intuméscios" é esse, hein?

Cora disse...

é como dizíamos hoje: Se fosse só anSEIO... seria mameta.

:D

rm disse...

Portuga,
também não ia responder porque você também não tem nada a ver com isso.
Mas já que você quer saber, repare que as sentenças "Sei-os cheirosos" e
"Intuméscios" são independentes...

Cora,
sim; lembra aquela outra música: "era um peito só..." rss
Ué, nós conversamos hoje?

Cora disse...

Não, rm, não conversamos... Aliás, a gente nunca conversa no sentido que implica em comunicação expressa. Trocamos frases soltas, apenas...rs

Tá bem assim?

PS: gosto dessa, também.

rm disse...

Ah sim, conversamos...

Mas eu entendo tudinho que você fala... rss

Cora disse...

Que sorte!
Eu, não.
-S

rm disse...

Não é sorte, não. É boa audição... rss

Cora disse...

Ah, eu sou surda...

♪♫ Mais fácil aprender japonês em braile...♪♫

:p

rm disse...

Surda ou cega? rss

Cora disse...

Vê?

Não, né, cegueta!!!

Bela "dupla de dois", formamos...rs

Mr. Almost disse...

Caboclo,

Lamento informar o meu amigo que a palavra "intuméscios" não existe e, de resto, não rimaria com "macios".

Experimenta outra palavra, anda!

(Minha sugestão: a ideia de tanta generosidade, de tanta macieza, de tanta sensação olfactiva dos sei-os, faz-me pele-de-galinha só de pensar em "abocanhar-los-os". Então, no poema, eu substituiria aquele palavrão "intuméscios" por outro que descrevesse o resultado de todas as impressões anteriores, por exemplo: "calafrios".

"Sei-os seus
Sei-os generosos
Macios
Sei-os cheirosos
Que calafrios!"


E... Rsss... "Não-falsos" também não rima com "fartos" nem com "lácteos" nem com nada. Há que mudar, caboclo. Vamos tentar assim:

"Sei-os suculentos
Lácteos,
Que ricos alimentos!

Sei-os
Dois montes de rodízio
Sem artefactos

Sei-os fartos pináculos
Vulcânicos, ilhas

Vai, Roney Maurício,
Faz uso dos tentáculos
Olha só: que vasilhas!"


Well, ficou melhor, não?

Hein?

O quê?

Não?!!!...

rm disse...

Corinha,
não mistura, nega. Foi você quem falou que é mais fácil aprender japonês em braile... rss

Caboclo Portuga,
eu sei que a palavra não existe e também sei que não rima com nada. E daí? rss
Ah, claro que ficou melhor. Afinal você é profissional... rss

Cora disse...

Não misturar?

ah, tá, vou apertar a tecla sap:

- Você insinuou que estou surda e eu afirmo que você é míope cegueta...rs

Pronto. aiai, caaaannnsa explicar tudo bem explicadinho, dear!

Besitos.

rm disse...

mas para o que interessa eu enxergo muito bem... rss

Ah, SAPeia mais, vai...

Helô Müller disse...

Menino!! Já tem neguinho querendo entrar de sócio na poesia, é?? rs
O que não causa um par de seios... Vixe Maria!!
Tá bom então, fica um pra cada um e não se fala mais nisso!!... Que tal? rs Resta saber quem vai querer abocanhar os "intuméscios" esquerdo e direito!! rs
Beijos lácteos! rs
Helô

rm disse...

Caraca, Helô; isto que é ser amável... Ou seria amamentável? rss

Amèlie disse...

Adoro esses posts susPEITOS!!!

Risos e beijos.

rm disse...

Ei Mèlinha,
são quase susPOSTS... rss

Sylvio de Alencar. disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!


ai..., meu Deus!.... tô rindo que nem uma anta.... Esse poema-concerto do Mr Almost... Esse cara é demais!

Ó, bom amigo...!
Enriquece o pedaço.

Bem, xô falar do poema:

em primeiro lugar, li-o com sentimentos como se deve faaer ao ler um poema pois é num estado sentimental de espírito específico que os escrevemos.

Um canto aos seios sempre será bem vindo! (Assumo: sou um edipiano convicto! Quer dizer: não sou, mas adoro uns peitos! Com 6 ou 7 anos já sonhava com os da minha professorinha).

O poema escrito por vc pode estar com algumas palavras inventadas
(não entendi bem, trocar intuméscios em vez de intumescidos... Mas, o coração tem razões que a mente desconhece. De qualquer forma..., foi estranho; uma palavra que nos remeteu a 'néscio', o que não ajudou em nada...).

Todo esse palavreado aí em cima é por eu gostar de fazer meus versinhos capengas, e de admirar quem os faz bem. Somos parecidos: não no 'capenga modo de poetar', mas, no sentimento da coisa!

Ahhh, seios... só de pensar me dá água na boca!

Ô Roney Maurício, vai lá no meu blog, tem um poemeu (Millôr assim o dizia dos seus), em que canto as dúvidas que nos vem ao estar completando sessenta anos.
tá lá, um pouco mais pra baixo.

Abrçs, meu Casimiro de Abreu!

“Metamos o martelo nas teorias, nas poéticas e nos sistemas. Abaixo este velho reboco que mascara a fachada da arte!”
(Victor Hugo)

udi disse...

Uau!
Mineirim poetando é irresistível!

rm disse...

Sylvio,
agradeço muito o comentário. Fica até parecendo que tenho algum talento para a coisa... rss
Vou lá sim!

Dona Udi, japinha querida;
sumidaça, mas quando aparece deixa tudo mais agradável... Tanks!

Udi disse...

...fazendo coro com a Cora, a frase tão genial:

"de perto ninguém é normal"

Denise disse...

Estava com saudades.
Uns dias fora do ar.......e agente ja fica assim..............

afagos

Suzana disse...

Sei-o que desejam dizer
Sei-o que não desejam que ententedam
Mama mia!
Entenderam?!
Tenho certeza que sim.

bjs

Sylvio de Alencar. disse...

Tá muito parado este blog...!

Curiosa disse...

Que belíssimo poema ..
aliás o blog é muito lindo ..
Belo ajuntamento de palavras ...
Virei fã ...
beijinhos. ...

rm disse...

Udi, Denise, Suzana, Sylvio e Curiosa:

Desculpem a demora na resposta, tenho passado pouco por aqui (e pelo visto as outras autoras do blog também... rss).

a gentileza dos comentários...

Inside Me disse...

q sei-os que vcs escreveram, kkkkkkkkkkk meninas q blog massa, eu gostei foi muito daki, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
bj meu viu.

Tudo ou nada ... disse...

Lindo lindo ... simples, tocante, amor puro
bjos

Fernando Santos (Chana) disse...

Belas palavras...Espectacular....
Cumprimentos