28 de jul de 2009

SAUDADE (by RM)

"Saudade é uma das palavras mais presentes na poesia de amor da língua portuguesa e também na música popular, 'saudade', só conhecida em galego-português, descreve a mistura dos sentimentos de perda, distância e amor. A palavra vem do latim 'solitas, solitatis' (solidão), na forma arcaica de 'soedade, soidade e suidade' e sob influência de 'saúde" e "saudar'. Diz a lenda que foi cunhada na época dos Descobrimentos e no Brasil-colônia esteve muito presente para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de entes queridos. Define, pois, a melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou ações. Uma visão mais especifista aponta que o termo saudade advém de solitude e saudar, onde [sic] quem sofre é o que fica à esperar o retorno de quem partiu, e não o indivíduo que se foi, o qual nutriria nostalgia. A gênese do vocábulo está directamente ligada à tradição marítima lusitana" (extraído daqui).

Ou então na versão de Dorival Caymmi, numa inspirada interpretação de Almir Sater:


10 comentários:

Helô Müller disse...

Parece até uma doce cantiga de ninar... Lindo!
Tou indo pro bercinho!
Helô

Flavio Ferrari disse...

Saudade é o amor pelo que já não está
a ausência do que não será
e a presença do deus-dará

Tetê disse...

EErrRRinho,
saudadinha boa, né?

Coisa pra gente guardar numa caixinha cheia de lacinhos coloridos e depois,
quando pensar que já não dá conta...
abre, sente cheiro, beija,
sufoca e tampa!!

É assim, viu?
Bem assim...


BjUUUU

rm disse...

Ei Helô,
Caymmi era gênio, nega, gênio!

Flávio,
muito boa definição, mas também podia ser "o amor pelo que nunca estará, a presença do que não será
e a ausência do deus-dará..."

Tê,
outra ótima definição; bem desenhada, inclusive...

Thiago Maia disse...

Manda bem nas postagens...
Caymmi, nem entra em questão, é particularidade se tratando de música.

BOA TARDE

Luna Sanchez disse...

RM,

Sou voluntária em uma escola infantil, e lendo teu post lembrei de uma conversa que surgiu entre as crianças, no início do ano : falavam sobre saudade (nem sei como o assunto começou), e um menino de quatro anos, explicou que "saudade é aquela coisa que dá na barriga, quando uma pessoa não te liga mais".

Rs

Adoro falas de crianças.

Beijos, dois.

ℓυηα

rm disse...

Thiago,
não só na música, mas também na poesia: genial!

Luna.
sem dúvida a melhor definição até agora... rss

Udi disse...

Ei parceirim!
Quem não gostaram do namoro e levaram ela?!
Conta prá mim que eu vou lá falá com esses sujeitos indeterminados :)))

Que lindo isso! E essa imagem?!

...e eu até comententei lá no Arguta que achava "saudade" uma palavra muito brasileira, queria até ter complementado com: "mais brasileira que portuguesa"

rm disse...

Ei dona japinha,
saudades de você também, que some por conta de, quem sabe, retiros espirituais (ou seriam corporais mesmo? rss)...

Quem não gostaram você vai ter que perguntar pro Dorival, mas suponho que fossem os "responsáveis" pela Mariá, chamada de "Coisinha" pelo trovador...

A imagem é de uma certa "Estrada das Quaresmeiras", que fica aqui pelas bandas da província das Minas Gerais.

Não, essa de fato é uma invenção portuguesa, que felizmente herdamos. Agora mesmo eu ouvia um fado, na voz da grande Amália Rodrigues, com o singelo nome de "Fado da Saudade". Pode? rss

Udi disse...

Fados são lindos de se ouvir! ...mas são por demais difíceis de serem vividos.

...mas uma Amália aqui no pedaço ia combinar bem nénão?

Pode-se chamar de retiro virtual, não é? Já que estive fora da blogaldeia mas meu espírito não se perdeu do meu corpo ...ainda! ...hehehe! (bela descunversada ne cumpádi! ...mais risos!)