15 de out de 2009

(By Celine)


Todo dia ele me oferece um presente.

Ontem ele quis me dar uma estrela no céu da minha boca. Eu aceitei, não foi pra sempre. Devolvi a estrela como um novo presente, e ele ficou exausto. Satisfeitos, os dois.

Outro dia ele me deu uma borboleta nua. Surpresa otima para uma tarde nublada. Esperançosos, ficamos a ver ela voar pela janela. Onde o céu já era puro misterio.

Em dias de céu calmo, ele espera que eu dê pistas de desejos secretos para um sorriso. Em dias de trovão, ele se presenteia com meus suspiros. E me dá a surpresa de fazê-los nascer onde desejar.

Hoje ele veio com um presente novo. Me trouxe uma caixa. Sem cor, sem desenho. Num dia de clima sem nome. Hoje eu dormi alem da hora...e ele saiu cedo demais. Eu tenho a caixa em meu colo e todo o dia congelado nos olhos dele.

Eu esperava esse presente e agora nao sei o que fazer. Enquanto ele me espera para a festa, pensando que ainda é dentro de mim.

8 comentários:

rm disse...

Ei baianinha,
você escreve mais bonito a cada dia.

Mas não; não vou mentir: o uso de metáforas, ainda que tão bonitas, costumam me deixar meta(de) fora (quando não inteiramente... rss).

Mas, afinal; esta caixa está vazia de tudo ou cheia de nada?

Andresa disse...

que suspense, e agora??????? vai contar o que tinha na caixa...

bjs
ANdresa

Andresa disse...

que suspense, e agora??????? vai contar o que tinha na caixa...

bjs
ANdresa

Mr. Almost disse...

A Celine é uma princesa e a caixa é a caixa de Pandora. Celine não a pode abrir antes do tempo certo, sob pena de todos os males do mundo fugirem da caixa; Mas se ela a abrir no tempo, na hora e para a pessoa certa, todas as virtudes do mundo serão lançadas aos quatro ventos para todas as pessoas do mundo.

A Celine vai abrir a caixinha para mim. É uma questão de tempo, aguardem pelas virtudes. Rsss....

Luna Sanchez disse...

Hummmmmm

Um presente em uma caixa sem cor, sem laço de fita, e que dá medo de abrir...

Sei não, moça. Sei não.

Chegou a dar um friozinho na barriga.

* Gostei do texto e dos paralelos. Muito bom! ;)

Beijos, Celine.

ℓυηα

Udi disse...

A caixa contém a presença daquele que, mesmo ausente, se faz presente.

Que delícia de texto, Celine!

Celine Ramos disse...

RM, Pode ficar meta(de)fora. Só não pode estar completamente fora. rs.
Essa caixa eu nem abri ainda...
Beijos

Andresa, você acha que vai ter algo relevante?

Mr ALmost, esse tempo é longo?! Preciso soltar essas virtudes já.
Beijooos

Luna, obrigada. Um presente que dá frio na barriga. ai ai ai...
Beiijos

Udi, delícia de comentário. A caixa contém a presença que ela precisa. Que presença é essa?
Beeijos.

Daniel Savio disse...

Espero que não seja no sentindo literal...

Mas um amor verdadeiro já é um presente por si próprio...

Fiquem com Deus, menina Celine, menino e meninas.
Um abraço.