24 de set de 2009

Sem título (by Celine)



E melhor do que uma tarde inteira de amor inventado. De amor bem vivido com todos os disperdicios exagerados. É uma noite inteira de vida. Amor, amores, paixoes. Toda beleza do alcool queimando na garganta, da voz partindo em sussurros, de pernas. abertas. Não somos almas gêmeas, nem acreditamos que poderíamos ser.

Me diz: "Somos almas livres celebrando juntas"

E livre, assim, sem roupa, sem culpa e cheia de vontades. Me dou e me devolvo. Desse jeito que me amam e que eu sei me amar. Voando em céus de corações, pousando onde o vento manda. Bebendo do copo mais vazio, esperando que outros encham, sempre.

9 comentários:

Daniel Savio disse...

E que estes momentos se repitam, até a malsidão do tempo apagar o paixão, mas não retirar o amor...

Fiquem com Deus, menina Celina e pessoal.
Um abraço.

Ava disse...

Celina, que coisa boa de se ler...


Não somos almas gêmas, somos almas livres... É assim que o amor é vivido em sua plenitude!

A liberdade é a primeira exigência do amor...

E a que sempre o mata!



Beijos e flores para voce!

(Carlos Soares) disse...

Que linda noite me fez mentalizar e que linda cena me proporcionou. É isso aí... e muito mais. Pra quê limites se o desejo lá dentro grita? Eu quero é ser feliz.Beijos

rm disse...

Ei dona gatinha baiana,
é como dizia o Chico: "eu faço samba e amor até mais tarde/e tenho muito sono de manhã..."

Luna Sanchez disse...

Ah, como gosto dessa idéia! \o/

Momento, vontade, sem culpa, sem idealizações, sem grandes planos ou perspectivas, só o compartilhar.

Tão simples, mas tão simples, que muita gente se espanta. Uma pena...

Beijo, Celine.

ℓυηα

Udi disse...

que ótima idéia para uma sexta-feira!
beijos!

Pensador disse...

Amores inventados podem ser interessantes. Mas também são vazios. São amores que não nos completam.
E eu adoro ter o meu amor que me completa a alma.
Beijos e um bom final de semana!

Cleo disse...

Minha nossa, que lindo Celine. Isso dá música. Parabéns!
Beijos e um belo fim de semana prá tI.

Cleo

Cadê a Tete? anda sumida?

Maria Elisabeth disse...

Ei conterrânea,
Concordo com a Cleo...isso da música....um samba legal, menina! Quase que peguei o pandeiro.
Beijo.